Image

SUPER BOCK GROUP

SUPER BOCK

Calsberg

água das pedras

Somersby

Termos e condições

Política de cookies

Política de privacidade

Contactos

Newsletter

A vitalis utiliza cookies no site para te proporcionar uma melhor experiência de utilização.

Lesões desportivas: como as evitar
15 de abril de 2019
Dicas de treino

voltar

Sabemos que a prática de exercício físico, nas suas diferentes variantes, é tido como benéfico para o individuo, sugerindo muitas vezes que quanto mais desporto melhor para a saúde, no entanto, associado à pratica de exercício físico estão predispostas as lesões desportivas, que podem derivar de vários fatores, sendo os mais comuns a execução incorreta dos exercícios, a prática exagerada de exercício físico e a sua falta de orientação e supervisão de um profissional da área.

Existem os dois versos da mesma medalha: a atividade física traz imensos benefícios para a nossa saúde física e mental, mas se não for levada com consciência e uma boa orientação profissional, poderá provocar lesões desportivas.

Perceber melhor as lesões desportivas
Os benefícios e consequências da actividade física e do desporto mostram-se numa dualidade de efeitos que delimitam um equilíbrio tanto mais difícil de manter quanto mais elevado for o nível de prática.

A actividade física, quando realizada com moderação, acarreta diversos benefícios no que toca ao estado físico-emocional do individuo. Os excessos, ou os desportos competitivos ficam à mercê dos riscos de lesões, não só pelo excesso de carga mas também devido a possíveis alterações patológicas da morfologia e fisiologia do atleta.

As lesões desportivas definem-se como qualquer alteração tecidual ocorrida na musculatura esquelética que provoque dor ou desconforto, diminuindo a funcionalidade dos músculos.

As lesões desportivas podem ser agudas ou crônicas. As lesões agudas são as mais comuns, as que ocorrem com mais frequência e de fácil tratamento. Já a lesão crônica é consequente de uma lesão aguda que não foi tratada devidamente no tempo certo, quando a lesão aguda não é tratada pode transformar-se numa lesão mais grave.

As principais lesões desportivas mais ocorrentes no desporto e atividades físicas são as lesões musculoesqueléticas, como fratura, osteocondrose, tendinite, escoliose, osteocondrite, espondilose, lombalgias, entre outros tipos de lesões.

8 cuidados para evitar lesões desportivas

1. Realizar o fortalecimento dos músculos que envolvem as articulações ou a região corporal que está mais propensa a lesões, é importante manter níveis adequados de força e resistência muscular prevenindo a incidência das lesões desportivas;

2. Faça aquecimento. É indispensável que antes de iniciar o seu treino faça alguns exercícios de aquecimento. Os músculos frios e rígidos tornam-se mais propensos a contrair lesões. Por esta razão é importante fazer exercícios de aquecimento para que o ajudem a elevar a temperatura dos músculos, tornando-os mais flexíveis e menos para suscetíveis a ruturas musculares;

3. Faça exercícios de mobilidade
Os exercícios de mobilidade permitem tal como o nome indica uma maior mobilidade dos musculos e articulações, permitindo realizar movimentos de maior amplitude, como também a prevenir ou aliviar as dores musculares. Escolha exercícios que lhe permitam trabalhar os grandes grupos musculares, tendões e articulações;

4. Tenha um plano de treino
O planeamento de treino deve ser adequado ao individuo, deve respeitar as limitações, condições e necessidades de cada um e é fundamental que exista uma periodização, ou seja, uma variação dos estímulos de treino num determinado período de tempo. Tal como uma equipa de futebol por exemplo, que se prepara para uma época tendo momentos de treino diferentes como a pré-época, treinos antes da competição, etc. Um dos fatores mais importantes é ter uma planificação de treino elaborada por um profissional da área adequada para si, onde a metodologia respeite a sua intensidade, volume, divisão de grupos musculares, bem como o descanso;

5. Preste atenção aos sinais que o seu corpo lhe dá durante ou após o treino se sentir dores anormais, dores no peito, dificuldade em respirar, falta de ar, tonturas, cãibras ou transpiração excessiva, por exemplo, são sinais de alerta a que deve ter atenção, se perceber algum sintoma anómalo durante o treino abrande ou páre;

6. Recupere a 100% as lesões
Quando tiver alguma lesão trate de imedito dela e só regresse aos treinos após a sua devida recuperação, assim vai evitar novas lesões e recidivas.

7. Descansar faz parte dos treinos.
Treinar todos os dias não será uma boa opção, pois o corpo precisa de descanso, os músculos necessitam do seu tempo de recuperação, pois estão sujeitos a cargas elevadas e treinos intensos levando a fibra muscular à fadiga. Dessa forma, eles precisam de recuperar dos danos que lhe foram causados e é exatamente isso que os fortalece e faz com que desenvolvam. Porém, se eles não tiverem o tempo de repouso necessário para regenerarem, além de baixar o rendimento pode criar lesões. No planeamento de treino o descanso deve estar incluido, o descanso faz parte do treino.

8. Alimente-se devidamente:
A alimentação deve ser sempre o mais saudável e diversificada possível, mas é importante dar especial atenção à alimentação no desporto. Os níveis de proteína bem como os de hidratos de carbono e a sua qualidade devem ser tidos em conta, para que não tenha perda de massa muscular e que consiga manter os níveis de energia. Aconselhe-se com um nutricionista e veja qual a melhor estratégia para si.

Estas são 8 dicas que deve ter em conta para evitar lesões desportivas, sendo que cada caso é um caso e deverá sempre que possível pedir ajuda a uma profissional da área para que o possa orientar respeitando a sua individualidade.

Bons treinos!

Apartado 1044 Mosteiro - Leça do Balio

4466-955 S. Mamede de Infesta

Image

© 2019 All rights reserved.